Buscar

Casa das Letras: a casa que deixa saudades!

Atualizado: 28 de mai. de 2021

Na pequena vila de Cabrela, no concelho de Montemor-o-Novo, existe uma casa de turismo rural que torna as férias prazerosas ao ponto de nos sentirmos dentro de uma bolha. É uma bolha generosa e de autenticidade, na qual somos acolhidos pela leveza e simplicidade de um povo, mas também conseguimos desfrutar do bom gosto estratégico de quem pensou nesta casa singular. Famosa por ser finalista das 7 Maravilhas Doces de Portugal, graças às suas maravilhosas filhoses (comprovamos), Cabrela irá dar ainda mais nas vistas quando a série da Netflix – Glória – for para o ar e mostrar alguns dos cenários gravados no local. À parte disso, saibam o que nos deslumbrou neste alojamento local e nos deixou com vontade de voltar.

© 1- Filhoses de Cabrela

© 2 - Sónia Bombico

© 3 - Casa das Letras

 

UMA CASA ELEGANTE COM MIL COISAS PARA FAZER


Recebe até nove pessoas, o que significa que pode fazer uma escapadinha com a família ou amigos, mas também é possível alugar só um quarto e ter a casa inteiramente para si. Testemunhamos o conforto e a elegância, mas foram as distracções da casa que nos proporcionaram momentos de muita diversão e até de evasão.

© Casa das Letras


Tem milhares de livros para conhecer. Não é exagero, são mesmo milhares e encontram-se espalhados por todos os cantos da casa: sala, corredores e quartos são autênticas montras de livros mais descontraídos, ou histórias complexas de alguns autores clássicos. A Alice, que tinha uma cabine de leitura quase inteiramente para si, preferiu “ler” Shakespeare e Charles Dickens. “Mamã, tu és a Laura, da minha escola. Pai, tu és o Tomás. Este é o vosso manual de actividades”. Mais meia dúzia de actividades e quem ficava expert em clássicos era eu!

© Casa das Letras


Um piano de 1920 que encanta miúdos e graúdos (da marca John Brinsmead & Sons – London, para os mais entendidos). Quando a gestora da casa, a Catarina, nos apresentou a casa, disse: “Quem souber, também pode tocar piano”. Sorri e disse, inocentemente, que não sabíamos tocar, mas enganei-me redondamente. A Alice, que nos dá música a toda a hora, abriu delicadamente o piano e começou a tocar. É claro que o fez várias vezes durante a nossa estadia e convidou-nos para tocarmos a quatro mãos. Foram momentos preciosos, embora só ela tenha demonstrado ser a verdadeira artista!

© Edna Ladeira


E aquela mesa de snooker? Tenho de admitir que foi o ex-libris da casa! Depois de uma abstinência de quase 15 anos sem jogar snooker (houve tempos em que não era muito má jogadora), eu e o pai divertimo-nos imenso nas disputas amigáveis (se fosse a dinheiro, ficava na penúria). Mas o mais cómico foi a Alice querer aprender a jogar e conseguir até fazer os movimentos certos com os seus dedos delicados! “Eu fico com as laranjas, tu ficas com as azuis, está bem, mãe?”


Um jardim perfeito para piqueniques. Esqueça as formigas, as aranhas, os arbustos que nos deixam arranhados e a gasolina que tem de gastar para procurar um spot. A Casa das Letras tem um jardim anexo que é perfeito para fazer piqueniques: é relvado, tem uma piscina e mesas de merendas. Um lugar mesmo catita para fazer uma ou várias refeições. O melhor de tudo? O ninho suspenso que parece uma tenda. “Agarra-te bem, filha, vamos viajaaaaaaaar”!

© Casa das Letras

 

E O PRÉMIO DE MELHOR PARQUE INFANTIL DE FÉRIAS VAI PARA...


Antes de falarmos alguma coisa sobre este parque, é importante que fique a saber que a Casa das Letras é já uma “instituição” em Cabrela. Com uma agenda cultural muito dinâmica e uma forte parceria com a Junta de Freguesia, é aqui que acontecem algumas das sugestões culturais mais interessantes da vila: lançamentos, peças de teatro ou concertos dão vida a este lugar. Ora, como pequenina vila que é, todas as pessoas conhecem a tão famosa Casa das Letras. Por isso, quem está instalado neste alojamento local é muito bem recebido por gentes tão amigáveis e simples como as de Cabrela. Isto leva-me ao próximo ponto: o parque infantil da vila fica – literalmente – a três passos da Casa das Letras. Três passos. Significa isto que a Alice passou metade do tempo a brincar no parque com as crianças de Cabrela. “Pai, fiz uma amiga nova”, disse vezes sem conta. “Os meninos aqui são muito simpáticos”, comentava ao passear na rua. “Leonor, queres vir a "minha" casa tocar piano comigo?”. Confesso que para nós, que viajamos com uma criança pequena, são estas coisas simples que fazem valer a pena. É tão simples brincar num parque com baloiços. É tão bom fazer amigos no parque que vêm à nossa casa de férias tocar piano connosco. E é tão reconfortante saber que tudo isto acontece ali, à porta de nossa casa, quase a qualquer momento. Casa das Letras, Cabrela, obrigada pelas saudades que sentimos ao regressar!



© 1 - Casa das Letras

© 2 e 3 - Edna Ladeira

 

TOME NOTA:


· O Zoo de Lavre (Monte Selvagem) fica a 25 km;

· A Praia da Figueirinha fica a 50 km;

· Évora fica a 50 km;

· Peça à Casa das Letras para visitar os burros da vila.

 

SERVIÇOS DA CASA DAS LETRAS, A PEDIDO:


· Massagens (na casa);

· Passeio numa Pão-de-Forma;

· Cesta de piquenique adaptada aos gostos pessoais.

 

CASA DAS LETRAS - BED & BOOKS

Morada: Praça da República, 1. 7050-406 Vila de Cabrela

Telefone: 265 895 044

Facebook

Instagram


209 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo